Estação de piscicultura Pedro Azevedo, de Icó, produz 660 mil alevinos em setembro

No mês de setembro, o levantamento das quatro Estações de Pisciculturas do Ceará, administradas pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas [DNOCS], apresentou o total de 2.012.000 alevinos produzidos.

As estações de Pedro Azevedo [Icó], Osmar Fontenele [Sobral], Complexo Castanhão [Jaguaribara] e Amanarí [Maranguape] distribuíram, juntas, 2.045.000 de espécimes.

O Complexo do Castanhão produziu e distribuiu 1.280.000 filhotes de peixes nos dois quesitos. Em seguida vem Pedro Azevedo, em Icó, com a produção de 660.000 e distribuição de 648.000, Osmar Fontenele [60.000 / 60.000] e Amanari [12.000 / 12.000].

Em setembro, as estações também disponibilizaram 62 assistências técnicas aos pescadores das respectivas regiões, mesmo montante do mês de agosto. Vale salientar que os baixos níveis dos reservatórios são os pontos críticos para as atividades desenvolvidas pelas Estações de Pisciculturas. Contudo, esse quadro tende a tornar-se mais vulnerável até a próxima quadra invernosa. Alevinos são filhote de peixe, na fase de vida imediatamente posterior à pós-larval e anterior à juventude.

Publique no Google Plus

Publicado por IN

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :