IESA da UFCA realiza palestras sobre o patrimônio histórico e cultural de Icó

A Coordenação do Curso de Bacharelado em História da UFCA e a Diretoria do Instituto de Estudos do Semiárido-IESA realiza uma série de palestras para esclarecer aspectos do bacheralado em História no município de Icó.
O evento terá como público-alvo os alunos e professores do ensino médio da cidade. Os encontros a serem realizados nos dias 03, quarta-feira, 04, quinta-feira, e 11 de setembro, quinta-feira, envolverão cerca de 450 alunos do ensino médio e aproximadamente 20 professores da área de ciências humanas.

O objetivo é chamar atenção da comunidade escolar para as atividades do IESA que, atualmente, abriga o Bacharelado em História com ênfase em Gestão do Patrimônio Histórico e Cultural e em Gestão do Patrimônio Socioambiental, bem como esclarecer questões sobre o curso de História. O propósito do curso é formar historiadores comprometidos não apenas com a atuação acadêmica, mas também despertá-los para o cuidado com o Patrimônio Histórico, Cultural e Socioambiental, bases do desenvolvimento de qualquer sociedade.

O Patrimônio natural é toda e qualquer área que possua valor histórico paisagístico ou um valor científico, geológico, biológico, devido à riqueza da fauna e flora. “As paisagens naturais, assim como as construções históricas ou práticas culturais, fazem parte da nossa memória. Assim, conhecer e preservar os ambientes naturais nos ajuda a lembrar quem somos e principalmente para onde caminhamos”, diz a diretora do IESA, professora Polliana de Luna Nunes Barreto.

“Já o patrimônio cultural de um povo compreende as obras de seus artistas, arquitetos, músicos, escritores e sábios, assim como as criações anônimas, surgidas da alma popular e do conjunto de valores que dão sentido à vida, isto é, as obras materiais e não materiais que expressam a criatividade desse povo: a língua, os ritos, as crenças, os lugares, os monumentos históricos, a literatura, as obras de arte, os arquivos e as bibliotecas”, assinala a professora.

A Igreja de Nossa Senhora da Conceição do Monte (Igreja do Monte), o antigo mercado principal, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, o Teatro da Ribeira dos Icós, a Prefeitura, a Câmara e até mesmo o arruamento são considerados patrimônio cultural tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan. Só na área poligonal de tombamento, Icó possui 268 imóveis tombados.

* Com informações da UFCA Notícias
Publique no Google Plus

Publicado por IN

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :