Os Municípios estão morrendo, lamentam prefeitos à Agência CNM

Como vem sendo alertado pela Confederação Nacional de Municípios [CNM], a atual dificuldade financeira é realidade em Municípios de norte a sul do País. 

O Município de São Gonçalo do Piauí – com cerca de cinco mil habitantes – é um dos que enfrenta essas dificuldades. 

“A situação é precária. Não temos condições nem de fechar a folha de pagamento”, alertou o prefeito, Luciano de Sousa. O gestor participa da paralisação realizada em Teresina, na sede da Associação Piauiense de Municípios (APPM).

Ele destaca que as principais dificuldades se referem às áreas de Saúde e Educação. “A realidade é difícil. A minha expectativa com essa paralisação é de que o governo olhe para nós e cuide da saúde e da educação de nosso País. Nós temos que ter condições de, no mínimo, pagar a folha de pagamento”, destacou.

Em Poço Redondo [SE], a prefeitura também aderiu à paralisação. “O nosso Município está morrendo”, disse o prefeito, Roberto Araújo Silva. Ele destacou que, além das dificuldades que já haviam sendo enfrentadas, o Município foi condenado a pagar R$ 9 milhões de precatórios relativos a gestões anteriores.

“Agora, serão descontados R$ 90 mil todo mês, e não sobrará nem R$ 10 mil”, alertou o gestor. “O Município está no zero. Se o governo não olhar para essa situação, terei que fechar as portas por tempo indeterminado”, lamentou Roberto Araújo.

O prefeito o Município baiano de Santa Bárbara, Nilton de Menezes, participa do evento na sede da União dos Municípios da Bahia [UPB]. Em entrevista à Agência CNM, ele destacou a importância da iniciativa e alertou para as dificuldades enfrentadas no Município. “A situação é cada vez mais difícil. Mas vamos continuar a nossa luta”, disse.

Também reunido na sede da UPB, o prefeito de Caculé [BA], José Roberto Neves, ressaltou que a realidade em seu Município é igual ao vivenciado pelos demais. “Vivemos um momento extremamente difícil. Os recursos repassados pela União não são suficientes nem para suprir o básico”, disse. Neves destacou que a hora é de luta, de buscar mais equilíbrio. “Essa é uma causa de todos nós. Essa mobilização é para buscar melhores condições de vida para toda a população, pois esse é o principal objetivo de um prefeito”, frisou.


* Com informações da Agência CNM 
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :