Filme que relata história de ex-presos políticos é lançado na Assembleia

O filme “A Mesa Vermelha, da cineasta Tucá Siqueira, que conta a história de 23 ex-presos políticos que militaram em Pernambuco no período da Ditadura Militar, foi lançado no último dia 10, na Assembleia Legislativa do Ceará. 

Requerido pelos deputados Eliane Novais [PSB], Rachel Marques [PT], Professor Teodoro [PSD], Heitor Férrer [PDT], Osmar Baquit [PSD] e Antonio Carlos [PT], o lançamento fez referência aos 50 anos de Golpe Militar, lembrado em abril deste ano.

Durante o evento foram homenageados pela luta e resistência em defesa da justiça, da democracia e da liberdade, os ex-presos políticos em Pernambuco Francisco das Chagas Dias Monteiro [in memoriam], Inocêncio Uchoa e Mário Miranda Albuquerque.

Eliane Novais destacou que no último dia 1º de abril, o Brasil passou por um momento histórico: o de relembrar o “momento cinzento” que a nação passou há 50 anos, quando o país viu a democracia ser encoberta pela Ditadura Militar. A parlamentar também parabenizou a coragem dos envolvidos no filme que lutaram e não deixaram de acreditar na democracia, e ressaltou a importância desses ex-presos políticos para a sociedade.

“Esse documentário traduz nossa relevante homenagem a esses guerreiros. Os relatos apresentados no filme são fundamentais para que as novas gerações possam entender o que foi a época da Ditadura, reverencie esses guerreiros e lutem para que o país jamais volte a passar por um momento parecido”, frisou.

Em nome dos homenageados, o ex-preso político Inocêncio Uchoa afirmou que o momento é de celebrar a democracia brasileira e lembrou que houve uma resistência da sociedade civil à Ditadura Militar. Inocêncio destacou, também que o golpe militar foi uma ação organizada pelo capitalismo militar que encontrou terreno fértil no Brasil para agir.

“Apenas entendendo a história do passado que traçamos os caminhos para a história futura. Esse documentário tem um valor ímpar para a nossa democracia, pois ajuda a entender como o golpe aconteceu e como, com muita resistência, ela caiu e a democracia ascendeu”, ressaltou.

Uma das idealizadoras do filme, Lilian Gondin, disse que além dos depoimentos dos 23 ex-presos políticos, o filme também mostra a experiência do cárcere na Casa de Detenção e na Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá. Lilian informou que o filme foi realizado por intermédio do Projeto Marcas da Memória e da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. “É esse momento que se cumpre o objetivo do filme, de levar ao público e divulgar o que os protagonistas contaram e levantar o véu que cobria a verdade da nossa história”, ressaltou.

Também participaram do lançamento o deputado Professor Pinheiro [PT]; o deputado federal, José Airton Cirilo [PT-CE]; o vereador João Alfredo [PSOL]; o juiz de Direito e membro da Associação dos Juízes pela Democracia, Michel Pinheiro e o representante da Comissão da Verdade das Universidades Púbicas do Ceará, Helena Serra Azul, alem de militantes e familiares.


* Com informações da Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :