Fábrica Escola comemora um ano de atividades com exposição de artesanato produzido por egressos

O projeto Fábrica Escola comemora, nesta quinta-feira [3], o primeiro ano de atividades, dedicadas à ressocialização de apenados e egressos do sistema carcerário.

Para celebrar a data e mostrar os resultados alcançados, foi montada uma exposição itinerante, reunindo peças artesanais produzidas pelos reeducandos e familiares.

A mostra poderá ser vista, inicialmente, no Shopping Parangaba [rua Germano Franck, nº 300], em Fortaleza, de 3 a 13 de abril. Objetos decorativos, produzidos com materiais e técnicas diversas, poderão ser apreciados e adquiridos no local. Em seguida, de 22 a 25 de abril, a exposição segue para o Fórum Clóvis Beviláqua, onde ficará disponível apenas para visitação, sem venda de produtos.

As peças mostram o aprendizado obtido pelos participantes durante as oficinas ministradas no Fábrica Escola. Desde o início do projeto, 75 reeducandos já foram beneficiados. Atualmente, 33 estão participando diariamente das atividades.

O diretor executivo do projeto, Vicente Pereira, disse que foi possível constatar mudança de comportamento, de atitude e de comprometimento dos participantes logo nos primeiros três meses. “Agora, completando um ano, temos a certeza de que essa iniciativa é uma realidade irreversível, que vai se perpetuar e expandir”.

A Fábrica Escola tem sede na avenida Dom Manuel, nº 738, no Centro de Fortaleza, e oferece, além das oficinas artesanais, atendimento psicossocial, tratamento contra dependência química, assistência médica e orientação jurídica.

A iniciativa é fruto de parceria entre Poder Judiciário, por meio das Varas de Execução Penal, Ministério Público, Defensoria Pública, Universidade Estadual do Ceará [Uece], Associação Cearense de Magistrados [ACM], Conselho Nacional de Justiça [CNJ], Fundação Deusmar Queirós, Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Ceará [OAB/CE] e outras instituições públicas e privadas.

COMEMORAÇÃO - Para Vicente Pereira, o êxito se deve, principalmente, à união de esforços. No dia 30 de abril, na sede do projeto, será oferecido um coquetel para todos os colaboradores e parceiros. “Sem a colaboração de cada um, o projeto seria impossível. Hoje nós já somos procurados por empresários que querem colaborar, porque perceberam a importância do projeto. Isso é o que mais nos conforta e encoraja a continuar”.


* Com informações do TJCE
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :