Pimentel aponta papel do PT na evolução da economia nos últimos 20 anos

O senador José Pimentel [PT-CE] reclamou do fato de que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não tenham sido convidados para a sessão especial do Senado em homenagem dos 20 anos do Plano Real, realizada no último dia 25.

Ele disse que a evolução da economia nessas duas décadas não pode ser avaliada sem se levar em conta a gestão do Partido dos Trabalhadores à frente do país e citou dados comparativos para comprovar sua posição.

José Pimentel  lembrou que em 1998, 2001 e 2002, o Brasil recorreu ao Fundo Monetário Internacional, o que não voltou a se repetir depois de 2003, quando o  PT assumiu a Presidência. Hoje, o país não deve um centavo ao FMI, disse o senador.

José Pimentel lembrou que em 2003 as reservas internacionais brasileiras eram de apenas US$ 38 bilhões e, desse total, US$ 20 bilhões eram do empréstimo do FMI. Hoje, a reserva é de US$ 376 bilhões.

Além disso, em 2003, a dívida do país representava 60,4% do produto interno bruto, mas hoje o país pode quitar a dívida internacional e a dívida interna é de apenas 33,8% do PIB.

"Evidentemente que isso não é resultado apenas de um governo, mas de um conjunto de ações que foram acertando as contas públicas. Evidentemente, aqueles que não querem fazer esse debate, ao fazerem uma sessão solene, não trazem um grupo político - o PT – que nos últimos 11 anos e três meses governa o Brasil, e é um dos grandes construtores deste saldo e deste resultado", afirmou.

José Pimentel destacou ainda que, nas três gestões do PT, o país alcançou o pleno emprego; tirou 36 milhões de pessoas da miséria; construiu escolas técnicas e tem hoje uma infraestrutura melhor.


* Com informções da Agência Senado
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :