Morre cineasta Alain Resnais, diretor de Hiroshima, Meu Amor

O cineasta francês Alain Resnais, diretor do clássico dos anos 60 Hiroshima, Meu Amor, morreu nesse sábado [1º] à noite em Paris, anunciou o produtor dos seus últimos filmes, Jean-Louis Livi. Resnais é uma referência na história do cinema francês moderno.

O cineasta, que morreu aos 91 anos, tinha sido homenageado na 64ªedição do Festival de Berlim, onde estreou o seu último filme: Amar, Beber e Cantar. Em 1961, Resnais arrebatou o Leão de Ouro, em Veneza, com O Último Ano em Marienbad.

Ele tem um importante lote de documentários rodados nas décadas de 40 e 50, mas para muitos espectadores o seu nome só viria a ganhar notoriedade a partir de meados dos anos 70, quando assinou uma série de filmes com grandes estrelas do cinema francês. 

O primeiro deles é Stavisky [1974], com Jean-Paul Belmondo, seguindo-se Providence [1977] e O Meu Tio da América [1980].


* Com informações da Agência Lusa e da Agência Brasil
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :