I Semana Nacional do Tribunal do Júri termina com mais de 120 julgamentos no Ceará

O Poder Judiciário cearense promoveu, durante a I Semana Nacional do Tribunal do Júri, 124 julgamentos de crimes dolosos contra a vida, sendo 23 em Fortaleza e os demais no Interior do Estado. 

Os dados, ainda parciais, foram divulgados, na última sexta-feira [21], pela coordenadora da força-tarefa no Ceará, desembargadora Maria Iraneide Moura Silva, durante solenidade de encerramento no Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza.

Para a coordenadora, os números refletem o comprometimento dos magistrados com a mobilização. “Agradeço a todos os juízes, pois sei que se engajaram de forma exemplar”, afirmou.

O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Ceará [TJCE], desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva, que conduziu a solenidade, também elogiou a participação de todos. “Estamos na primeira edição do evento e já conseguimos resultados expressivos. Nas próximas edições certamente teremos números ainda melhores”, disse. O balanço final da Semana deve ser apresentado na próxima segunda-feira [24].

A procuradora regional da República e conselheira do Conselho Nacional de Justiça [CNJ], Luiza Cristina Frischeisen, também participou da solenidade. Ela ressaltou que o evento tem o propósito de sensibilizar todo o Sistema de Justiça para a importância de dar celeridade ao julgamento de crimes contra a vida. “Os homicídios são os crimes que mais afetam a comunidade e, quando há demora no julgamento, deixam forte sensação de impunidade e insegurança”, ressaltou.

Em todo o Estado, foram agendadas 325 sessões de júri, para o período de 17 a 21 de março. Foram priorizadas ações penais com denúncia recebida até 31 de dezembro de 2009, como estabelece a Meta de Persecução Penal da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública [Enasp]. A mobilização envolveu, além do Poder Judiciário, o Ministério Público, Defensoria Pública, Ministério da Justiça e Polícia Civil.

Na solenidade de encerramento, estiveram presentes o corregedor-geral da Justiça, desembargador Francisco Sales Neto; a juíza Maria de Fátima de Melo Loureiro, representando a Diretoria do Fórum Clóvis Beviláqua; os desembargadores Francisco Suenon Bastos Mota e Maria Nailde Pinheiro Nogueira; além de juízes, promotores de Justiça e servidores das Varas do Júri e demais unidades judiciárias da Capital.


* Com informações do TJCE
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :