Papa pede a novos cardeais que sejam humildes e evitem intrigas

Na missa após a nomeação de 19 cardeais, o papa Francisco voltou a falar sobre a importância da humildade, que tem pregado desde que assumiu o pontificado, e pediu aos novos cardeais que evitem intrigas. 

A missa foi celebrada na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Entre os novos cardeais está o brasileiro dom Orani Tempesta.

Um cardeal "entra na Igreja de Roma, não entra numa Corte", disse Francisco, que pediu aos presentes para evitarem "hábitos cortesãos", como as "intrigas, mexericos e favoritismos".

O pontífice, que escolheu morar fora dos apartamentos oficiais do Vaticano para viver em maior simplicidade, pediu recentemente aos fiéis que se abstenham de "bisbilhotice", destacando que "ser santo não é um luxo, é necessário para a salvação do mundo".

Muitos dos novos cardeais são provenientes de cidades "periféricas", desde Ouagadougou [Burkina Faso], Abidjan [Costa do Marfim], do Haiti, de Cotabato, nas Filipinas, de Manágua [Nicarágua], Castries [Santa-Lúcia, nas Antilhas], a Perugia, no centro de Itália.

Dezesseis dos novos cardeais têm menos de 80 anos e entram no Sagrado Colégio, podendo participar de um conclave para eleger um novo papa, e três são novos cardeais eméritos sem direito de voto. O Colégio Sagrado agora tem 218 cardeais, incluindo 122 eleitores.

A presidenta Dilma Rousseff, que participou nesse sábado [22] da cerimônia que oficializou os novos cardeais, deixou o Vaticano às 11h50, no horário local, e não compareceu à missa. Ela se reuniu na sexta-feira [21], com o papa Francisco e pediu ajuda do pontífice para a propagação, durante a Copa do Mundo, de mensagens de paz e de luta contra o preconceito. Pelo Twitter, a presidenta disse nesse sábado [22] que ele concordou em participar: "O @pontifex_pt concordou em gravar uma mensagem nesse sentido para a #CopaDasCopas".

Dilma está na Bélgica, onde participa do 7º Encontro Empresarial Brasil-União Europeia, que ocorrerá nesta segunda-feira [24], em Bruxelas. No encontro, está previsto o lançamento do plano de ação de competitividade e investimentos. A presidenta deverá também discutir a viabilidade da construção de um cabo ótico submarino para facilitar a comunicação eletrônica com a Europa. Ainda hoje, Dilma jantará com lideranças empresariais do Brasil.


* Com informações da Agência Lusa e Agência Brasil
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :