Os argumentos que levaram Carone a prisão servem também para prender os Mesquitas, os Frias, os Marinhos e Cia‏

Em Minas Gerais juíza manda prender jornalista sob pretexto de que ele faz parte de uma organização criminosa comandada por Nilton Monteiro, lobista responsável pela divulgação da Lista de Furnas na qual contém a relação de políticos ligados ao PSDB que receberam dinheiro de caixa 2 para financiamento de campanha. Monteiro está preso a mais de seis meses sem ter seus recursos julgados. 


Leia mais no link ao lado [http://altamiroborges.blogspot.com.br/2014/01/aecio-e-prisao-do-jornalista-em-mg.html].

A juíza amparou os pressupostos de sua decisão "no requisito da conveniência da instrução criminal, já que em liberdade poderá forjar provas, ameaçar e intimidar testemunhas, além de continuar a utilizar o seu jornal virtual para lançar informações inverídicas”. Esta última frase é uma pérola: "além de continuar a utilizar o seu jornal virtual para lançar informações ". 

Se essa moda pega no Brasil pela ordem deveriam ser presos Os Mesquitas, proprietários do jornal o Estado, os Frias, da Folha de São Paulo, os Marinhos, das organizações Globo, os Civitas, da Abril, editora de Veja e seu séquito de celerados. Os Sirotsky do grupo RBS que publicam o Zero Hora e todos os proprietários da velha imprensa que fazem uso recorrentes de reporcagens mentirosas para assacarem contra a honra do presidente Lula e da presidente Dilma. 

A Folha usou uma ficha falsa de Dilma para influenciar o resultado das eleições passadas. Publicou uma série de denúncias baseadas na palavra de um bandido condenado pela justiça, Rubínei Quícolli que em suas páginas era chamado de consultor. Por causa desse jornalismo declaratório e bandido Erenice Guerra foi demitida da casa civil. A Veja teve por anos Carlinhos Cachoeira como informante, infiltrando arapongas num quarto de hotel para flagrar José Dirceu em alguma maracutaia. 

Esta mesma imprensa em uníssono cansou de chamar o presidente Lula de pinguço, em nome de um suposto "interesse público". Carone vem denunciando as constantes overdoses de cocaína de Aécio que segundo o portal Novo Jornal chegou a ser socorrido às pressas para uma clínica em BH e não entrar em óbito. 

Se isso não é usar veículos de comunicação para difamar, achacar autoridades é o quê? Então quando é um jornalista que se insurge, a única voz a bradar contra o mar de lama que escorre em Minas Gerais não pode, paga com a prisão, mas se for contra os governos do PT vale tudo? Onde nós chegamos, veja só o que é a justiça desse país. Essa infâmia não pode passar em brancas nuvens tem que ser denunciada a plenos pulmões.

Agora mesmo temos uma publicação na praça de um certo Romeu Tuma Jr ligado a um contrabandista que acusa o presidente Lula de ser informante da ditadura, informação que até o boquirroto de FHC rejeitou durante entrevista num programa da Globo News mas que a velha imprensa insiste em vender como verdadeira para fazer uma campanha midiática de desconstrução da imagem do ex presidente Lula que já sofreu toda sorte de vilipêndios em nome da liberdade de imprensa e nunca levantou um dedo para ingressar na justiça e exigir reparação financeira ou de ordem moral em desfavor de seus detratores por acreditar na livre liberdade de expressão embora seja seu direito exigir direito de resposta e indenização pelos danos que lhe foram causados.

Já essa turma do PSDB não aceita que nada de desfavorável lhe seja publicado. A verdade não pode ficar ad infinitum oculta e apesar da enorme blindagem que há em torno da fina flor do tucanato estão na praça para quem quiser conhecer o que é o PSDB e seus governos os livros, A Privataria Tucana, O Príncipe da Privataria, Operação Banqueiro e tantos outros publicados por meio alternativos como o dossiê da lavra do próprio Carone A justiça Tucana relatando com minúcias o desmonte do Estado e o saque ao dinheiro público tão maltratado por essa gente.

É de se perguntar: onde estão os órgãos defensores da liberdade de imprensa OAB, ABI, Fenaj, os velhacos que tanto falam da República Bolivariana do Brasil perigosamente ameaçada pelo lulopetismo que quer acabar com a liberdade de imprensa e por isso tem que ser contido a qualquer custo? Mais: e os pseudos jornalistas defensores da liberdade de imprensa ficarão silentes diante desse escárnio, um ato de força que só encontra paralelo nos regimes de exceção? 

Aqui cabe repetir a máxima do pai do jornalismo moderno Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma" e de Malcolm X:  “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo.”


* Texto escrito e enviado por Kid Jansen de Alencar Moreira
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :