Histórico da Igrejinha da Santa Popular de Aurora - Mártir Francisca

HISTÓRICO DA IGREJINHA DA SANTA POPULAR DE AURORA – MÁRTIR FRANCISCA

LIVRO DE TOMBO



Contém este livro 50 [cinquenta] páginas devidamente numeradas, qual servirão para fazer o registro da vida da Mártir Francisca bem como o histórico da  igrejinha da Mártir Francisca, para isto dou fé.

Aurora, 10 de dezembro de 1995




HISTÓRICO DA MÁRTIR FRANCISCA [DADOS]

FRANCISCA AUGUSTO DA SILVA, nome completo da MÁRTIR FRANCISCA. Nasceu na cidade de Aurora-Ceará no sítio Creoulas aos 21 de fevereiro de 1941. Sendo seus pais Manoel Pedro Ferreira e Júlia Augusto da Silva. Seu batismo teve como celebrante o reverendíssimo Padre Juvenal Colares Maia no dia 23 de maio de 1941 na igreja Matriz do Senhor Menino Deus.Os padrinhos de batismo foram Paulo Gonçalves Ferreira e Josefa Gonçalves Pinto. No dia 09 (nove) de fevereiro de 1958 às 14:00 hs, no sítio Mororó nesta mesma cidade o correu o seu falecimento.

Escrevi, dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos, em 08 /01/96


- Este Histórico da Mártir Francisca, como também todos os dados da Capela da Mártir Francisca  foram pesquisados, estudados e fornecidos pela professora Maria José Gonçalves e Luiz Domingos de Luna, portanto tudo neste livro escrito é de inteira responsabilidade de Maria José  Gonçalves e Luiz Domingos de Luna -



HISTÓRICO DA IGREJINHA DA  MÁRTIR FRANCISCA Numa noite de dezembro de 1994, se reuniram os irmãos penitentes no Sítio  Mororó para fazer suas orações, penitências como de costume.quando de repente começou a chover, neste momento o Decurião João Soares Chagas [João de Mundoca] lançou a ideia para os irmãos presentes no sentido de se construir uma igrejinha da Mártir Francisca no Sítio Mororó [Várzea de Conta]. Todos os irmãos presentes ficaram de acordo com a idéia da construção da referida igrejinha.

Neste mesmo mês o senhor João de Mundoca manteve o primeiro contato com a professora Maria José Gonçalves [Mazé  Gonçalves]. Ele procurou Mazé porque  já era conhecedor que a mesma já tinha devoção desde do ano de 1985 de fazer oração a Mártir Francisca todas as segundas- feiras.

Quando o assunto da construção da igrejinha da Mártir Francisca foi abordado por seu João de Mundoca grande foi a alegria de Mazé que fez a seguinte citação: João, foi o Menino Jesus que Mandou este presente para mim ? Em seguida  chorou de emoção, e se dispôs a coordenar juntamente com João de Mundoca a construção da Igrejinha de Mártir Francisca, como Coordenadora Geral.

No dia 27 de novembro de 1995 por solicitação de João de Mundoca e Mazé Gonçalves foi dada a Bênção da pedra fundamental pelo vigário da paróquia do Senhor Menino Deus de Aurora-CE o reverendíssimo Padre Vicente Luiz Dos Santos. E no dia 29 de novembro do mesmo ano, começou a construção da igrejinha da Mártir Francisca no Sítio Mororó [Várzea de Conta município de Aurora- Ceará]  Escrevi, dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos. 10 / 01 /96.

Apartir do dia 29 de novembro de 1995 os trabalhos da construção da igrejinha da Mártir Francisca prosseguiram normalmente sem nenhuma interrupção, vale salientar que as doações foram dadas neste período por voluntários, devotos, fiéis e o povo de um modo geral. E no dia 24 de janeiro de 1996 às 15:00 hs foi colocada a cruz de madeira, evernizada, cor de madeira com tamanho de 1m por 50 cm. Foi instalada sobre a torre da referida igrejinha. Vale  registrar que nesta mesma data já se encontra levantada e coberta, faltando as portas, o piso e o acabamento de uma forma geral. Neste mesmo mês a profa. Maria José Gonçalves e João de Mundoca programaram a primeira caminhada da Mártir Francisca que será realizada no  próximo dia 09 ( nove) de fevereiro às 16:30 hs; com saída da Igreja Matriz do Senhor Menino Deus e chegada na igrejinha da Mártir Francisca, a caminhada será dirigida pelos penitentes da região. Escrevi dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos em 24 / 01 / 96



PRIMEIRA CAMINHADA DA MÁRTIR FRANCISCA No dia 09 [nove] de fevereiro, 1996 às 16:00hs já começava a se aglomerar no patamar da igreja Matriz do Senhor Menino Deus os fiéis e os devotos da Mártir Francisca para participarem da primeira caminhada da Mártir Francisca. A caminhada foi organizada pelos irmãos penitentes, João de Mundoca, Mazé Gonçalves e o secretário da paróquia do Senhor Menino  Deus, o Jovem Francisco  Françueldo Ribeiro. Às 16:30 hs, em multidão foi dado início à Caminhada, à frente duas Senhoras conduzia um pano de cetim, cor branca com o desenho da igrejinha da Mártir Francisca, enquanto isso, o secretário da paróquia do Senhor Menino Deus portava um megafone e ao lada das duas senhoras entoava o Cântico “ o povo de Deus” que foi acompanhado pelo povo em geral. Às 17:00hs a multidão numa quantidade de aproximadamente entre 500 [quinhentas] pessoas chegavam a igrejinha da Mártir Francisca, com cânticos, ladainha, terço, oração de São Francisco em seguida o Jovem Françueldo fez a leitura do histórico da Mártir Francisca e da história da igrejinha da Mártir Francisca que se encontra no livro de tombo e para finalizar foi entoado oCântico oração da família de autoria  do cantor e compositor padre José Fernandes  de Oliveira – Pe Zezinho scj. Vale salientar que na caminhada toda teve muitos  fogos.

Escrevi, dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos, em 12 / 02 / 96



INTRODUÇÃO DA PRIMEIRA SANTA A ENTRAR NA CAPELA 
DA MÁRTIR FRANCISCA



HISTÓRICO Em reunião da irmandade Santa Cruz comandada pelo decurião mestre de ordem o Sr. José Antonio Damasceno [conhecido como  Zeca Francisco] ficou determinado a necessidade de se colocar uma santa na nova capela para realização de peregrinações, pagamentos de promessas, devoções, terços e reuniões da irmandade da Santa Cruz, ou seja os irmãos penitentes. 

A Partir daí foi comandada por seu Zeca Francisco uma campanha juntos aos irmãos par arrecadar o dinheiro para  comprar a santa. Portanto no dia  07 de julho de 1997 o mestre Zeca Francisco viajou de madrugada com o destino a cidade de Juazeiro do Norte – CE e lá na casa de Santo São José ele fez a compra da Imagem  de Nossa Senhora das Dores pela quantia de R$ 68,00 [sessenta e oito reais]. 

A Imagem de Nossa Senhora mede 75 cm de altura foi benta na Igreja do Socorro pelo reverendíssimo padre Luiz pároco do  Socorro. Em ato contínuo seu Zeca Francisco retornou com a Santa á cidade de Aurora – Ce que ficou guardada na sua residência  nas casas populares na Rua  - A  ,103. No dia nove do corrente mês as 15:00 h , seu Zeca Francisco comunicou ao reverendíssimo Padre Vicente Luiz dos Santos vigário de Aurora  sobre a compra da Santa, na oportunidade ele solicitou do vigário de Aurora o reverendíssimo Padre  Vicente Luiz dos Santos a aprovação, para fazer a introdução da Santa na capela da Mártir Francisca. 

O padre falou que colocasse a Santa na capela e que comunicasse a Maria José Gonçalves. Depois de receber a autorização do padre ele se dirigiu até a casa de Maria José Gonçalves na  Rua – Sebastião Alves. A professora Maria José Gonçalves coordenadora geral da capela da  Mártir Francisca ao ouvir o seu  Zeca Francisco concordou plenamente. 

Com a introdução da primeira  Imagem de Nossa Senhora das  Dores á capela da  Mártir Francisca. No dia 18 de julho de 1997 as 18;00 h , os irmãos penitentes se reuniram na residência de seu Zeca Francisco com cânticos e louvores e conduziram a Santa em andor em romaria a capela da Mártir Francisca e lá foi colocada a Santa na primeira pedra a direita da capela , em frente para a estrada do padre Mororó [Várzea de Conta]. Foi também instalado dentro da capela um farol de iluminação contínua em frente a  santa.

Escrevi , dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos. Aurora , 20 / 07 / 97.



HISTÓRICO DO CRUZEIRO DA CAPELA DA MÁRTIR FRANCISCA No dia 20 de setembro de 1997 as 16:30 h , a coordenadora geral da  Capela da Mártir Francisca a professora Maria José Gonçalves solicitou ao decurião o sr. João Soares Chagas conhecido por  João de Mundoca para fazer a construção do referido cruzeiro com localização enfrente a porta esquerda do lado da estrada do sítio Várzea de  Conta e   um metro de distância a frente do patamar que fica em frente a capela da Mártir Francisca. 

No dia 22 de setembro do mesmo ano o sr. João de Mundoca juntamente com o sr. José Soares Chagas conhecido por seu Zuca foram comprar a madeira para ser talhada em um cruzeiro na sua residência no sítio Várzea de Conta. O cruzeiro feito por seu Zeca teve a seguinte dimensão: 2 metros e meio de comprimento. E no dia 28 de setembro do mesmo ano foi dado início a construção da base de alvenaria com um metro de altura.  No dia 02 de outubro do mesmo ano foi assentado e feito o serviço de acabamento geral do cruzeiro.

Escrevi , dou  fé.

Maria Rosilange Santos Domingos. Aurora ,07 / 11 /97.



HISTÓRICO DO SANTUARIO DE PE CÍCERO E FREI DAMIÃO Por determinação da professora Maria José Gonçalves e o sr. Antonio Fernandes Vieira foi construído um santuário do Padre Cícero e Frei  Damião. Os trabalhos tiveram início no dia 05 de novembro de 1997 e foram concluídos  no dia 08 de novembro de 1997. Sendo o pedreiro o sr. Antonio Rodrigues. O referido santuário tem uma altura de um metro e vinte e cinco centímetros.   

Está localizado a um metro de distancia da calçada do fundo da capela da Mártir Francisca.  A frente do santuário fica localizada a estrada da Várzea de Conta. Por trás do santuário a estrada que liga Aurora á Ingazeira. No dia 09 de novembro de 1997 pelas mãos dos doadores [Maria José Gonçalves e Antonio Fernandes Vieira] foram colocados as estátuas de Frei Damião e Padre Cícero no santuário com altura de 50 cm cada imagem.

Escrevi , dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos. Aurora , 10 / 11 / 97.


FESTA DE INAUGURAÇÃO DA CAPELA DA MÁRTIR FRANCISCA

De : 24 a 27 de novembro de 1997

Sitio  padre Mororó Aurora – Ce.

Programação da festa de inauguração da capela da Mártir Francisca


Dia 24 / 11 / 97

Procissão com Nossa Senhora dos Milagres.

18 : 00 h – saída da residência de Maria Silveira

18 : 20 h – chegada  a Igreja Matriz Menino Deus.

18 : 30 h – Terço de Nossa Senhora

19 : 00 h – Missa  celebrada pelo Padre José  Landim

20 : 00 h – programação  litúrgica ( RCC- Renovação Carismática Católica e JUC  Jovens Unidos a Cristo )



Dia 25 / 11 / 97

18 : 30 h – Terço de Nossa Senhora

19 : 00 h -  Programação  litúrgica ( RCC, Mãe Rainha, Vicentinos )



Dia 26 / 11 / 97

18 : 30 h – Terço de Nossa Senhora

19 : 00 h – Missa celebrada pelo padre José landim

20:  00 h – programação  litúrgica ( AO Apostolado da Oração e Irmandade do Santíssimo)



Dia 27 / 11 /97

16 : 00 h – Repique de sinos

16 : 30 h – Procissão  com Nossa Senhora dos milagres. Igreja Matriz a Capela Mártir Francisca Sitio Padre Mororó.

17 : 00 h –concelebração padre Vicente Luiz dos santos e Padre José Gonçalves Landim

18 : 00 h – Coroação de Nossa Senhora dos Milagres casal Moisés Luiz e Giolene

18 :30 h - Encerramento  ( palavra da coordenação) Palavra da coordenadora geral professora Maria José Gonçalves.


A missa de inauguração da capela da  Mártir Francisca celebrada pelo  vigário de  Aurora o reverendíssimo padre Vicente Luiz dos Santos tendo início as 17 : 00 h do dia 27 / 11 / 97 devido a grande multidão que se encontrava no local para participar deste momento histórico, religioso da fé católica a missa como se esperava foi campal e animada pelos corais, Beija – flor , Menino Deus e  Grupo Cantante Independente. A missa foi festiva, participativa, se prolongou  até as 18 : 00 h com o povo cantando hinos de louvores, em seguida houve a coroação de Nossa Senhora dos Milagres pelo casal Moisés Luiz e Giolene Tavares. Momento marcante  pelos fogos, aplausos e cânticos. 

Finalmente as 18 : 30 h a coordenadora geral a professora Maria José Gonçalves deu por encerrado a festa da inauguração da capela da  Mártir Francisca através de uma linda mensagem proferida por ela onde o teor da mensagem dizia que a capela da  Mártir Francisca estava sendo entregue a comunidade para oração, louvores, promessas, batizados, casamentos, primeira eucaristia, procissões, encontro catequese e vocacional, a disposição de todos os cristãos. Em seguida a professora Maria José Gonçalves agradeceu ao celebrante o padre Vicente Luiz dos Santos, Padre José Gonçalves Landim, ao secretário da paróquia Francisco Françueldo Ribeiro, aos corais beija-flor, Menino Deus, grupo cantante independente, Renovação Carismática, Jovens Unidos a Cristo, Mãe Rainha, Vicentinos, os irmãos da Santa Cruz [penitentes], Apostolado da Oração, Irmandade do Santíssimo, a comunidade em modo geral, as autoridades presentes, os anfitriões da festa religiosa reconhecendo a prioridade dada a esta comunidade, no apostolado da fé católica, os irmãos da Santa Cruz conhecido popularmente como os penitentes de Aurora que segundo ela decuriões dos mais diversos lugares juntamente com os demais irmãos, fizeram todo esforço possível para que esta solenidade litúrgica religiosa agradece ao povo querido deste município.


Escrevi, dou fé

Maria Rosilange Santos Domingos

Aurora, 08/02/2001


NOVA COORDENADORA GERAL DA CAPELA DA MÁRTIR FRANCISCA No dia 02 de abril de 2005, assumiu como Coordenadora Geral da capela da Mártir Francisca, situada no sítio Mororó  a Sra. Rita Aurélio Saraiva Chagas, residente e domiciliada no Sítio Várzea de Conta neste município. Portadora de carteira de identidade N 948-267 SSP-CE,  que perante a Ordem Santa Cruz – os penitentes – fica a mesma para realizar as seguintes atividades: defender e difundir a fé católica nestes templos religiosos, incentivar o estímulo espiritual, bem como dar guarida aos penitentes, aos devotos da Mártir Francisca, aos romeiros, aos turistas, aos clérigos, aos turistas, aos historiadores, escritores, intelectuais, representantes da Paróquia do Sr Menino Deus, da diocese do Crato e do povo em Geral. Fica  ainda a mesma na obrigação de não citar nomes sobre qualquer hipótese dos integrantes da ordem  Santa Cruz. Prestar obediência plena ao pároco da cidade da paróquia do Sr  Menino Deus, Aurora-Ceará, Realizar promoções, leilões, bingos para conseguir recursos para capela, quando previamente combinada com o pároco local.

Escrevi dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos,  em 29 / 05 /05




SOBRE  OS RESTOS MORTAIS DE MÁRTIR FRANCISCA No dia 29 de maio de 2005 fez notificação para este livro de tombo o Sr Pedro Soares Costa,  que há mais de 40 anos trabalha neste cemitério, sendo o mesmo coveiro oficial, conhecido popularmente como Pedro Coveiro. Tinha grande vontade  de ver os restos mortais de Mártir Francisca, oportunidade que surgiu quando do sepultamento de um dos seus familiares, sendo conhecedor do local o Sr Pedro coveiro cavou e procurou vestígios ligados a Mártir Francisca, não encontrou nada, embora tenha sido testemunho ocular quando do sepultamento do local da  Mártir Francisca pelo coveiro anterior João Brechinha já falecido.

Escrevi e dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos, em 29 /05 / 2005          



ESCRITO SOBRE A MÁRTIR FRANCISCA ATÉ ABRIL DE 2007


- Livro de tombo da igrejinha da Mártir Francisca em 10 de dezembro de 1995, com o conteúdo escrito pela professora Maria Rosilange Santos Domingos, sobre a responsabilidade de:

Professora Maria Jose Gonçalves

Professor Luiz Domingos de Luna

Rita Aurélio Saraiva Chagas

Aurora –CE


- Livro Paixão e Sangue de Mártir Francisca

Rozanne Quezado ( maio) 2001 ).

Expressão Gráfica. Fortaleza – Ceará.


- Monografia de Graduação de Comunicação Social – UFC – Universidade Federal do Ceará. A vida de Mártir Francisca e os penitentes, 2004 – Fortaleza - Ceará.


- Artigo sobre: Mártir Francisca e os penitentes, Revista Trajetos UFC, 2007. Autoria Dellano Rios – Jornalista do Caderno 3 do Diário d Nordeste. Fortaleza – Ceará; como também, monografia de graduação UFC


- Hino Oficial da Mártir Francisca.

Fevereiro,2007. Aurora – Ceará

Letra – Luiz Domingos de Luna

Música – Padre Cícero Leandro  Cavalcante



Escrevi, dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos

Aurora, 15 de Abril de 2007.



HINO A MÁRTIR FRANCISCA



Letra: Luiz Domingos  de Luna, 2007

Música: Padre Cícero Leandro Cavalcante.  Ex- Pároco de Aurora - Ceará



Oh! Mártir Viva!

Oh! Mártir pura!

Oh! Mártir gloriosa



Tua vida, teu sacrifício, alimenta nossa fé

És aurora da Crença popular

O Teu martírio é a busca de nossa cruz

Tua inocência

Tua bondade

Tua pureza

Sempre a nos olhar

E a todos nós conduz



Cuida de nós ó pequenina

Ensina-nos a amar e  perdoar



Mártir Francisca eu te clamo nas minhas orações, orai, rezai, cantai, confortai os nossos corações.



Daí paciência, paz e conforto nas tribulações! Soou teu devoto oh! Pequenina Oh! Menina pura de luz Levai os teus devotos aos braços de Jesus



Daí a nós ò virgem Mártir a tua candura, para um grande abraço na mãe de Jesus.!



Escrevi, dou fé.



Maria Rosilange Santos Domingos



Aurora, 21 de Dezembro de 2007.



CINQUENTENÁRIO DO FALECIMENTO DE MÁRTIR FRANCISCA OCORRIDO NO DIA 09/02/1958

 No  dia 09 de fevereiro do ano de 2008 às 5:00 hs da manhã a coordenadora Geral da Capela da Mártir Francisca a SRA. Rita Aurélio Saraiva Chagas abriu a capela para receber os fiéis devotos de mártir Francisca. Uma hora depois, chegou a capela uma  equipe da UFC [Universidade Federal do Ceará]. 

Liderada pelo escritor, professor e pesquisador, Gilmar de Carvalho, juntamente com o fotógrafo Francisco Souza, como também o pesquisador da UFC o professor Wellington de Oliveira Junior e mais dois auxiliares. Dada a importância da data, o chefe da equipe da UFC pediu  autorização a coordenadora para fazer a filmagem e  registro histórico da data e da romaria com confecção de uns DVD, o que prontamente foi aceito pela coordenadora e já se encontra a disposição dos fiéis devotos da Mártir Francisca. Para os preparativos noturnos a coordenadora geral em promessa feita ao seu genitor, já falecido, o Sr José Aurélio Saraiva, convidou o grupo de penitentes liderado pelo decurião do sítio espinheiro o Sr João Batista dos Santos, conhecido popularmente por João Galego. Assim, por volta das 22:00hs do dia 09 /02/08 o terço foi realizado e filmado pela mesma equipe da UFC.

Este evento consta também no DVD alusivo aos 50 ( cinquenta) anos  do falecimento da Mártir Francisca.

Escrevi , dou fé.

Maria Rosilange Santos Domingos

Aurora, 23 de março de 2008



PEREGRINAÇÃO DOS ROMEIROS DE PADRE CICERO ROMÃO BATISTA  DE JUAZEIRO NO NORTE- CEARÁ À CAPELA DE MÁRTIR FRANCISCA – AURORA(CE)

No  dia 10 de novembro de 2009 uma comitiva de romeiros liderada pelo decurião  o SR Antonio Bernardo da Silva, conhecido  como Antonio do Horto em cumprimento a uma promessa feita a santa popular de Aurora – Mártir Francisca, foi organizado uma caravana de 150 pessoas, transportados em 10 ( dez) veículos saindo do horto estátua de Padre Cícero às 5:00 hs da manhã com chegada às 8:00hs da manhã na capela de mártir Francisca. Após a recepção da coordenadora Geral da Capela da Mártir Francisca a Sra. Rita Aurélio Saraiva Chagas, como de costume adentraram a capela para penitência, oração, louvor e para pagar as promessas alcançadas pela mártir  Francisca. Em seguida foi servido  o lanche e  entrega de donativos pelos peregrinos a comunidade do sítio Mororó. Tamanha foi a alegria dos devotos da Mártir Francisca que A solenidade foi animada com fogos, cânticos e orações da Fe católica. As 16:00 hs. A coordenadora Geral  a Sra Rita Aurélio Saraiva Chagas agradeceu a presença de todos e assim a comitiva retornou a terra do padre Cícero Romão Batista


Escrevi, dou fé

Maria Rosilange Santos Domingos

Aurora,11 de novembro de 2009



AUTORIDADES VISITAM MÁRTIR FRANCISCA No dia 17 de julho de 2010, como de costume esteve  presente a capela de Mártir Francisca o fiel e devoto o Dr Tasso Ribeiro Jereissati para agradecer as graças alcançadas a Mártir Francisca às 13:00 hs foi recebido pela coordenadora Geral a Sra Rita Aurélio Saraiva Chagas na Capela de Mártir Francisca, que após mais de uma hora de oração de joelhos na contemplação da imagem da mártir Francisca, quando recebeu da coordenadora da capela um rosário bento pelo pároco de Aurora padre Josias que naquela ocasião ficou muito emocionado e agradecido pela boa recepção pelos devotos da mártir Francisca. Na oportunidade estava presente também  o filho ilustre de Aurora o Dr Paulo Napoleão Quezado, que inclusive, foi o primeiro colaborador para a construção da Capela juntamente com sua esposa e comitiva de Fortaleza. Em oportuno a coordenadora Geral da Capela Rita Aurélio Saraiva Chagas, sendo conhecedora do grande número dos devotos a visitação da capela, solicitou AA Dr Paulo Quezado a necessidade  da construção de uma casa de apoio para dar guarida aos devotos da mártir Francisca, peregrinos de outras cidades ao acolhimento a cidade de Aurora. No que o Dr Paulo Quezado se prontificou para juntamente com  as autoridades do município,  e do Estado, construir esta casa de apoio para receber os peregrinos da mártir Francisca.


Escrevi dou fé

Maria Rosilange Santos Domingos

Aurora,20 de Julho de 2010.10


* Texto enviado por Luiz Domingos de Luna - Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora, Ceará [E-mail: falcaodouradoarte@hotmail.com].
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :