Seca prejudica produção e safra de grãos do Ceará em 2013 cresce apenas 4,1%, diz Ipece

A produção de grãos produção do Ceará, em 2013, cresceu 4,1% em relação a 2012, resultado que pode ser considerado pequeno, uma vez que a produção, naquele ano, já havia sido afetada pela estiagem, resultando em significativa queda de safra. 

Esse tímido crescimento da produção de grãos em 2013 decorre, basicamente, da elevação de 8,2% da produção de milho e de 9,6 por cento do feijão [1ª safra], enquanto a produção de arroz apresenta uma redução de 3,8 por cento.

Os números, que ainda podem passar por alterações até que esteja concluído o documento Produção Agrícola Municipal [PAM], estão no Enfoque Econômico nº 96 – Produção de Grãos no Ceará Cresce 4,1 por cento em 2013, que acaba de ser disponibilizado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará [IPECE], órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão [SEPLAG] do Governo do Estado. O trabalho pode ser acessado no www.ipece.ce.gov.br. Outros itens de menor peso para a produção de grãos apresentam estimativas de queda, como o sorgo granífero, com redução de 45,1 por cento, e fava, com 22,1 por cento.

De acordo com o economista do IPECE Klinger Aragão Magalhães, que elaborou o estudo,  o contexto climático semelhante ao de 2012 resultou, também, em um volume de produção no mesmo patamar, no que diz respeito à produção de grãos, visto que esses produtos são significativamente influenciados pelas chuvas em função da predominância da produção de sequeiro. 

Considerando que a safra de grãos em 2012 apresentou uma queda de aproximadamente 82,0 por cento em relação a 2011 e foi uma das mais baixas produções desde 1990, conclui-se que a safra de 2013 pode também ser considerada como de baixa produção.


* Com informações do Ipece
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :