Portaria reformula Programa Cultura Viva e insere Estados e Municípios entre parceiros

Portaria publicada no Diário Oficial da União [DOU] reformula o Programa Cultura Viva. Entre as medidas, o documento compartilha responsabilidades entre União, Estados, Municípios e o Distrito Federal mediante a institucionalização de mecanismos de fiscalização e de gestão compartilhada entre os entes federados. 

A Portaria 118/2013 do Ministério da Cultura, publicada no dia 31 de dezembro, também altera o nome do programa para Programa Nacional de Promoção da Cidadania e da Diversidade Cultural – Cultura Viva.

Entre as principais mudanças trazidas pela portaria está o reconhecimento como Pontos de Cultura de grupos e coletivos sem personalidade jurídica, que desenvolvam atividades culturais em suas comunidades. Com isso, deverá ser significativamente ampliada a base de beneficiários do programa, na medida em que muitos grupos culturais não possuem Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica [CNPJ], como, por exemplo, comunidades quilombolas e indígenas e grupos de cultura popular e tradicional.

Além disso, as formas de fomento aos projetos culturais foram ampliadas e incluem o lançamento de editais de Prêmios de Reconhecimentos e concessão de Bolsas de Apoio de iniciativas dos governos federal, estadual e municipal/distrital. As Redes de Pontos e Pontões de Cultura passam a ser reconhecidas no âmbito do Sistema Nacional de Cultura [SNC] como unidades culturais de base comunitária.


* Com informações da Agência CNM
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :