Defensoria de Quixadá assina TAC com instituições por conta da criminalidade

Na última quarta-feira [15], a Defensoria Pública da Comarca de Quixadá assinou um Termo de Ajustamento de Conduta [TAC] com outras instituições em razão do elevado índice de criminalidade verificados na cidade. 

De acordo com os defensores públicos que atuam na região, as autoridades resolveram estabelecer uma série de esforços e providências conjuntas para tentar reverter o quadro com ações que serão desenvolvidos ao longo do ano.

Participaram da assinatura do termo representantes da Defensoria Pública, Poder Executivo, Poder Legislativo, Ministério Público e da OAB, além Polícias Civil e Militar. A ação aconteceu no Fórum Judicial de Quixadá.

As providências estabelecidas vão desde a instalação de câmeras em áreas públicas, restruturação da guarda municipal, recadastramento dos mototaxistas e dos alvarás de funcionamento, até medidas mais simples, como a abertura das escolas nos finais de semanas, como opção de lazer para o bem de toda a comunidade.

Com o fim do recesso parlamentar,  a Câmara Municipal promoverá um amplo debate sobre a possibilidade de adotar no município de Quixadá a lei que estabeleça limitação ao horário de funcionamento de bares e estabelecimentos de diversão noturna, a exemplo de outros lugares do país onde esta medida foi adotada com resultados positivos.


* Com informações da Assessoria de Comunicação DPGE
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :