Contran institui simulador de direção para habilitação na categoria B

A partir de agora, quem for tirar carteira de motorista na categoria B terá de usar um simulador de direção antes das aulas práticas. 

A medida instituída por meio de resolução do Conselho Nacional de Trânsito [Contran] entrou em vigor no dia 31 de dezembro de 2013. Ela é destinada a alunos de auto-escolas que desejam habilitação para conduzir veículo motorizado com lotação máxima de oito pessoas.

De acordo com o Contran, o uso do equipamento viabilizará melhor formação de condutores, por permitir a exposição a situações virtuais sem comprometer a segurança e a integridade do motorista e de seu instrutor. Pela nova regra, após as aulas teóricas, os alunos deverão ter cinco horas de treinamento com o simulador para, só depois, começarem as aulas de direção nas ruas.

Os Centros de Formação de Condutores, ainda segundo o Conselho, só poderão utilizar o equipamento previamente certificado e posteriormente homologado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Esse será responsável pela fiscalização do cumprimento dos requisitos e exigências definidas.

A área técnica de Trânsito da Confederação Nacional de Municípios [CNM] destaca que a nova obrigatoriedade segue uma tendência mundial. A simulação de condições de trânsito como etapa preliminar às aulas práticas é uma forma de avaliar a coordenação motora dos candidatos e a habilidade para direção de veículos automotores.

MEDIDAS No entanto, a entidade ressalta que, por outro lado, a providência não pode estar isolada na tarefa de formar o cidadão para conduzir veículo. Para a CNM outras medidas também são necessárias, como por exemplo: ampliar a carga horária de aulas práticas de direção; viabilizar que o candidato se submeta as reais condições de trafego – incluindo situações de maior risco, como em rodovias e horário noturno; e atuação mais rigorosa dos órgãos de trânsito para que façam valer as penas restritivas ao direito de dirigir.

Denatran Denatran Nos Estados Unidos, estudos realizados pelo National Center Injury indicam que o uso do simulador pode reduzir até à metade o número de acidentes nos primeiros 24 meses de habilitação. Já, segundo o Ministério das Cidades, a maior parte dos acidentes está associada à imprudência ao volante, que engloba desobediência à sinalização, abuso da velocidade e direção sob efeito de álcool. Outra parcela dos acidentes ocorridos no Brasil credita-se à falta de competências para a direção.

TESTES Estudos feitos no Brasil, durante o desenvolvimento do protótipo ideal de simulador de direção, comprovaram que os caminhoneiros que tiveram aulas com o uso do simulador provocaram menos acidentes após obtenção da carteira do que aqueles que não fizeram uso do equipamento.


* Com informações da Agência CNM e da Agência Brasil
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :