CNM divulga estudo que aponta os motivos para a troca de prefeitos

A Confederação Nacional de Municípios [CNM] divulgou estudo que aponta os principais motivos para a troca de gestor em todos os Estados brasileiros. O levantamento foi feito exatamente um ano após a posse dos prefeitos nos 5.568 Municípios.

De acordo com o estudo, 125 prefeitos, o que representa 2,2%, já não estão mais no comando de suas prefeituras. Cassação de mandato é o principal motivo de afastamento, representando 85,6% das trocas. Já prefeitos que foram substituídos por falecimento somam apenas 0,6%. Outros motivos representam 4,8%.

No último levantamento, feito em 2011 pela Confederação, referindo-se ao mandato anterior, foram identificadas 128 trocas naquela época. O número de afastamentos neste primeiro mandato é bem parecido ao registrado no terceiro ano de mandato anterior.

São Paulo foi o Estado onde mais gestores foram substituídos, com 21 prefeitos, seguido por Minas Gerais e Rio Grande do Sul, com 13 gestores em cada Estado, e Mato Grosso, com 10 trocas. Por outro lado, nos Estados do Acre e de Roraima não houve troca até o momento.


* Com informações da Agência CNM
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :