Grande parte da população do Brasil não tem acesso a coleta e tratamento de esgoto, aponta ANA

“A falta de tratamento de esgoto é um dos principais problemas do Brasil no que se refere ao acesso aos recursos hídricos no país”, admitiu o diretor de Gestão da Agência Nacional de Águas [ANA], Paulo Lopes Varella Neto. 

Ele ainda afirmou que 40% da população ainda não têm acesso a coleta e tratamento de esgoto, acarretando problemas de saúde pública, mas também de contaminação da água potável. 

O “Relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos” da ANA e o “Atlas do Abastecimento Urbano de Água” apontaram que 11% da água consumida no Brasil têm qualidade regular, 6% são de qualidade ruim e 1% de péssima qualidade. Os estudos mostram que as localidades onde a qualidade melhorou são aqueles que tiveram investimentos na rede de esgoto.

No entanto, Varella explanou que 90% da população têm acesso à água encanada. Mas um dos maiores problemas na gestão dos recursos hídricos do país ainda é abastecer a agricultura.

EDUCAÇÃO Segundo o presidente do Instituto Internacional de Ecologia de São Carlos, José Galizia Tundisi, a falta de investimentos em coleta e tratamento de esgoto é um empecilho para o desenvolvimento do país. Ele alertou para a necessidade das autoridades promoverem obras e também educarem a população para prevenir problemas de saúde pública como a diarreia.

Este assunto foi debatido na Comissão de Infraestrutura do Senado, no terceiro painel do sexto ciclo de debates “Água: Gerenciamento e Utilização, promovido pela Comissão de Infraestrutura”.


* Com informações da Agência CNM e da Agência Senado
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :