Unção

Jamais estaremos na presença de Deus, senão nos esvaziarmos de nós mesmos. Enquanto ainda estivermos atendendo nossas carnalidades, enquanto estivermos preocupados com nossos prazeres, nunca conheceremos a unção, isto é, o poder de Deus em nossas vidas.

Em Atos dos Apóstolos, 1:8, Jesus Cristo, instantes antes de sua ascensão ao céu, declarou aos que o rodeavam: “Mas recebereis o poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia, e Samaria e até os confins da terra.”

Jesus deixou a terra, mas nos contemplou com o Espírito Santo, este que é nosso consolador, este que é nosso confidente e dever ser nosso melhor e mais querido amigo. Sempre e em qualquer circunstância, nunca se esqueça disso!

Quando o Espírito Santo desceu sobre os apóstolos, conforme o capítulo 2 do livro de Atos, eles ficaram cheios do poder [unção] e começaram a falar em línguas estranhas e receberam dons que lhes permitiram realizar coisas incríveis e muitos milagres de cura, de renovo e de restauração.

Hoje, acredito piamente, que em nenhuma outra época da historia da humanidade, jamais houve período como este que estamos vivendo, onde o poder de Deus, a unção do Espírito, seja tão absolutamente necessário para vencer e paralisar o pecado que grassa e varre todos os confins da terra. O homem vive em pecado, está ausente e distante de Deus, extremamente apegado aos bens materiais e sempre afoito em busca de prazeres carnais, que o entorpecem e o banalizam.

Em razão deste cenário grotesco e caótico é que se torna imperioso a presença de cristãos autênticos, que vivam na presença do Senhor e que sejam plenos da unção do Espírito, a fim de lutar contra os demônios, as potestades, as enfermidades, os muitos desvios de conduta de multidões que transgridem as leis e deturpa nossa sociedade, colocando seus próprios anseios a frente de tudo e de todos.

É chegada a hora de virar o jogo. É chegada à hora do homem aquilatar a sua pequenez e voltar-se ao seu senhorio primordial porque só na presença de Deus, ele usufruirá doce comunhão, cheia de paz e do desejo intenso de salvar vidas para o reino que o Pai nos destinou, para o reino reservado aqueles que são fiéis à sua palavra.

Mas, ter a unção exige um preço e ele será tão maior quanto maior o seu nível de incredulidade. Muita oração e muito joelho dobrado serão necessários para conquistarmos a presença de Deus em nossas vidas e só Jesus pode nos legar esta unção. E depois de a obtermos precisaremos morrer todos os dias para nós mesmos, para a retermos.

Aprenda a dizer com muita freqüência: “Vem Espírito Santo e reine sobre mim. Enche-me com o seu Espírito.” Tenha sempre intimidade e confie a Ele todas as suas confidências e preocupações e alegrias. Abra o seu coração porque Ele é seu melhor amigo e assim agindo a sua vida será completamente transformada, nada mais será o mesmo e você entenderá que a verdadeira sabedoria procede do Espírito Santo, conforme o capítulo 2 de 1 Coríntios: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram,nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus.”

E Deus deseja ardentemente estar na sua presença, mas isso depende só de sua entrega. Está disposto a pagar o preço?

Deus quer resgatá-lo como filho e o que desejo a você, meu prezado leitor, é o que está escrito em Filipenses 4:7, : “E a paz de Deus que excede todo entendimento guardará o vosso coração e a vossa mente, em Cristo Jesus.” Tenha um ótimo dia.


* Texto escrito e enviado por João Antonio Pagliosa
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :