Manoel Duca defende uso de arma pelo cidadão para se defender

Na ordem do dia da sessão plenária da Assembleia Legislativa da última quarta-feira [30], o deputado Manoel Duca [Pros] abordou o problema da violência e criticou a campanha de desarmamento feita no Brasil. 

“Nós sabemos que a segurança é obrigação do Estado, mas o Estado não tem condições; então que deixe o cidadão se defender. Está provado que a campanha do desarmamento não deu certo no Brasil, assim como não deu em outros locais. O cidadão de bem entrega a arma, mas o bandido não entrega”, pontuou o parlamentar.

O deputado não aprova o uso de arma de fogo por cidadãos que não tenham o manuseio correto, mas acredita que o porte deve ser facilitado, para que a população tenha o direito de se defender. “Não quero armar o cidadão, mas facilitar o acesso ao porte de arma, o que já vem acontecendo. Isso não quer dizer dar um tiro no bandido, mas a pessoa ganha a chance de ter qualquer reação, um tiro pro alto, por exemplo,”, disse Manoel Duca.

O parlamentar destacou ainda a importância do porte de arma nas zonas rurais do Estado onde não há policiamento. “Em Aranau, zona rural de Acaraú, um lugar de 11 mil habitantes que não tem sequer um policial, ficamos nas mãos dos bandidos. Como a população pode se defender?”, questionou o deputado.


* Com informações da Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :