Assistência Militar do TJCE encaminha mais de 18 mil armas para destruição

A Assistência Militar do Tribunal de Justiça do Ceará [TJCE] encaminhou, na última terça-feira [29], 4.401 armas de fogo para destruição. 

No total, já foram enviadas para incineração 18.320 neste ano. O armamento foi recolhido em 116 fóruns do Interior do Estado e Comarca de Fortaleza, no período de 19 de fevereiro até o último dia 17.

No mesmo intervalo, também foram apreendidos e destruídos 30.406 cartuchos de munições [calibres diversos, intactos e deflagrados], 200 kg de chumbo, 166 kg de pólvora e 250g de dinamites. Em 2012 foram incineradas 10.564 armas e, em 2011, 9.591. Desde 2004, quando teve início o sistema de recolhimento de armas, 40.761 já foram destruídas.

A estatística foi divulgada nesta quarta-feira [30] pelo capitão PM Gilberto Sabóia de Sousa, responsável pela Casa das Armas. “Podemos observar que gradativamente o número de armas recolhidas e destruídas foi aumentando, principalmente graças ao trabalho pertinente da Presidência do TJCE e dos magistrados encarregados dos processos judiciais”, disse.

Segundo o capitão, todo o material foi enviado para destruição junto ao Exército Brasileiro, conforme a lei nº 10.826/2003, que dispõe sobre a destruição ou doação de armas de fogo apreendidas aos órgãos de segurança pública ou às Forças Armadas.

O chefe da Assistência Militar do Tribunal, tenente coronel José Herlínio Dutra, afirmou que a iniciativa fortalece a política de redução de armas no Estado e desestimula a invasão de fóruns em busca de material bélico.

A medida atende à determinação do presidente do Tribunal, desembargador Luiz Gerardo de Pontes Brígido, em conformidade com a Resolução nº 134, do Conselho Nacional de Justiça [CNJ].


* Com informações do TJCE
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :