Acusado de estupro em Icó é condenado a sete anos de reclusão

O juiz Ricardo Alexandre Silva Costa condenou José Ribamar Mariano a sete anos de reclusão por estuprar uma mulher em Icó. A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico [DJE] da última terça-feira [26].

Segundo denúncia do Ministério Público [MPCE], o acusado ofereceu carona à vítima e ela aceitou, mas no caminho, em direção a casa dela, ele desviou e a levou para uma estrada carroçável. 

Quando chegou ao local, começou a tirar a roupa da vítima, ignorando os pedidos para que parasse. Depois do ato, ele a deixou em casa e determinou que ela não contasse a ninguém. O fato ocorreu em maio de 2004. Laudo de exame de corpo de delito atestou a ausência de hímen e a violência sofrida.

Em interrogatório, ele negou o crime. Disse que fez sexo com o consentimento dela. Alegou ausência de provas e por isso requereu a improcedência da ação.

Ao apreciar o caso, o juiz condenou José Ribamar Mariano a sete anos de reclusão. “O acusado, por ser mais velho, tinha uma força física maior e suficiente para fazer cessar qualquer que fosse a reação da ofendida, ou seja, naquele momento intimidou a vítima o suficiente para que fosse consumada a conjunção carnal”. Ainda segundo o magistrado, as provas nos autos são suficientes para atribuir a conduta criminosa ao réu.


* Com informações do TJCE
Publique no Google Plus

Publicado por Jornalismo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :